leia nossos conteúdos e tenha muito mais

conhecimento

conhecimento

La Casa de Papel: 6 lições de marketing que podemos tirar da série

O bella ciao, bella ciao, bella ciao ciao ciao ♫

Se você não leu a frase acima cantarolando a melodia da música, é bem provável que você tenha passado os últimos anos em uma caverna ou em algum lugar remoto. A série La Casa de Papel tornou-se um fenômeno mundial e apenas observando as ideias geniais que a Netflix utilizou para a divulgação do seriado, já daria ótimos insights para qualquer profissional de marketing. Mas eu vou além disso…

Um breve resumo

Bom, se você chegou até aqui sem saber o que é La Casa de Papel, vou tentar resumir com o mínimo possível de spoiler.

La Casa de Papel é um seriado espanhol, lançado em 2017 pela Netflix. A história é simples: uma pessoa com uma mente genial resolveu juntar os 8 melhores criminosos do país para cumprir um objetivo: entrar na Casa da Moeda espanhola, imprimir bilhões de euros e sair sem que uma gota de sangue fosse derramada.

Agora é a hora que você se pergunta: o que um assalto a banco tem a ver com marketing? Vamos lá…

Pesquisar

Na série, o personagem principal passou anos pesquisando e investigando o máximo de informações que conseguiu. Antes mesmo de escolher as pessoas que seriam responsáveis por este assalto.

No dia a dia não é diferente. De fato, posso afirmar que a pesquisa é a chave do marketing. Isso porque ele é muito mais sobre pensar do que agir, principalmente se você está começando do zero, sem conhecimento prévio do mercado.

Uma investigação bem feita ajuda a identificar o posicionamento do seu negócio e também a viabilidade de uma campanha, de um produto ou serviço e, até mesmo, de uma marca. Afinal:

  • Você sabe se o seu produto tem espaço no mercado?
  • Qual a sua buyer persona?
  • Você sabe se deve se comunicar formal ou informalmente com ela?
  • Quem são seus concorrentes?
  • O que eles estão fazendo?

 

Quando falo em pesquisa de marketing, gosto muito de utilizar uma frase que Sun Tzu escreveu há mais de 2.000 anos: “[…] Se você não conhece nem o inimigo, nem a si mesmo, perderá todas as batalhas”.

Objetivos

Em La Casa de Papel, todos os integrantes do grupo sabem os objetivos de cor e salteado. No seu negócio também deveria ser assim!

Tudo no marketing deve possuir objetivos. E, não, eu não estou falando em “vender mais”, isso é o que todo mundo quer, mas o que você precisa fazer para chegar lá? Quanto de tráfego você precisa na sua landing page para fazer uma venda? Quantos cliques você precisa naquele anúncio, quantos leads, quantas mensagens? Após ter essas respostas, aí sim você consegue criar um objetivo S.M.A.R.T.

Pensa comigo, se o seu objetivo é simplesmente perder peso, qual a chance de isso realmente acontecer? Agora, se o seu objetivo é, perder 5kg em 3 meses através de uma alimentação balanceada e exercícios diários, as chances são bem maiores, não acha? Até soa mais bonito hehe.

Bom, certifique-se de que o seu objetivo seja S.M.A.R.T. e que, como na casa de papel, toda a sua equipe esteja ciente dele e batalhando em conjunto para alcançá-lo!

Planejamento

Voltando para a série, o personagem principal tinha todos os passos, mesmo os mais simples, especificamente planejados.

O mesmo deve acontecer no marketing. Afinal, após termos os objetivos, precisamos de caminhos para atingi-los, certo? Isso se chama estratégia! E é ela que diferencia se o que você está fazendo realmente é marketing ou se são simplesmente postagens em uma rede social.

É aí, também, que entra a Jornada de Compra do seu consumidor. Pois, o mínimo que você precisa saber é em quais canais deve estar para atingir seu público, para não acabar “abrindo um açougue em um bairro vegetariano”.

Equipe

No seriado, o grupo é formado por pessoas com características completamente distintas, cada um sendo bom em uma determinada área e que, no final, se completam.

É assim que todas as equipes deveriam ser. Marketing não é o trabalho de apenas uma pessoa, é preciso de um time para atingir os melhores resultados e, dentro deste, cada um deve ter uma função específica para, juntos, atingirem o objetivo final.

Vou além e digo que se você tem um time de especialistas em áreas distintas, ouça-os! Não importa se você trabalha com marketing há 10 anos, eu aposto que, assim como você tem muito a ensinar para aquele estagiário que está na metade da faculdade, você também tem muito a aprender com ele. O compartilhamento de conhecimento é fundamental!

Problemas

Embora tudo tenha sido planejado nos mínimos detalhes, diversos problemas e situações inusitadas acontecem em La Casa de Papel. Porém, grande parte deles já haviam sido considerados de antemão.

No marketing, é importante que você sempre tenha um plano B, C, D… Quantos forem precisos. Calculando os riscos você estará melhor preparado para quando, e se, eles vierem. Pense nisso como um fluxo de e-mails, onde você cria o primeiro e-mail e após isso cria outros dois: um para pessoas que abriram e clicaram no primeiro e-mail e outro para pessoas que abriram mas não clicaram, e assim por diante, sempre pensando nas possíveis situações de cada e-mail do fluxo.

Mas é claro que, alguns problemas nem mesmo a mente mais analítica do mundo pode prever, e a série nos mostra o que fazer nestes momentos também: manter a calma e focar em possíveis soluções.

Pensar demais no problema só fará com que você perca o controle da situação. Em momentos de crise, por exemplo, é preciso saber ser dinâmico e pensar em maneiras de se adaptar ao mercado naquele momento, pois o oposto nunca vai acontecer.

Seja diferente

Para quem não assistiu a La Casa de Papel, pode pensar se tratar apenas de mais uma série que fala sobre criminosos e assalto. Mas o que acontece é muito mais do que isso. Eles transformam um assalto, que por si só já era ousado, em um movimento, e milhares de pessoas passam a apoiá-los e torcer por eles.

É claro que isso é apenas dramaturgia, mas o ponto é: o que aprendemos com isso que podemos trazer para o marketing? Para mim é simples: quando fazemos algo diferente, somos notados. Mas como se diferenciar?

Nesse momento voltamos para o primeiro tópico: pesquisar. Para poder fazer algo diferente você precisa investigar e ver o que os seus concorrentes fazem atualmente. Mas jamais copie, inove! Melhore o que eles fazem e a maneira como fazem. Entregue de graça muitas coisas que eles cobram. E não se atenha somente a eles, use cases de grandes marcas, veja como você pode adaptar o que eles fazem para o seu nicho do mercado, seja diferente.




Deseja receber dicas e

novidades imperdíveis?

Veja alguns dos nossos materiais