Blog

Acompanhe a Lands Agência Web

A miopia em marketing

19 de setembro de 2017

Miopia em Marketing

Você já ouviu alguma vez falar em Miopia do Marketing? Se você não conhece este tema, não tem problema. A Miopia em Marketing se refere “à empresa se concentrar nos produtos ao invés dos clientes”.

Este é o erro de grandes empresas que estão há anos no mercado e ainda não encontraram o seu sucesso. Em todos os casos em que o crescimento das empresas é ameaçado, desacelerado ou estagnado, a culpa não é de uma possível saturação do mercado ou porque “o país não ajuda”. Na verdade, isso ocorre por consequência de uma falha da “administração”.

No livro Miopia em Marketing, Theodore Levitt ressalta o perigo que as empresas correm quando se voltam para o produto e mantém uma relação “romântica” com eles, ao invés de se orientarem para o mercado e para as necessidades de seus clientes. As pessoas devem se concentrar em estratégia de marketing, nas várias técnicas de previsão e no valor do tempo de vida do cliente, para superar a miopia de marketing até certo ponto. Isto pode implicar na utilização de metas de lucro em longo prazo.

A miopia em marketing nas grandes marcas

Um exemplo disso foi a empresa Kodak, onde a caça se virou contra o caçador. Em meados dos anos 80, no auge do sucesso, a Kodak detinha 90% do mercado de filmes dos EUA, se tornando uma das marcas mais valiosas do mundo. A principal estratégia da Kodak era vender filmes de alta qualidade. A empresa desenvolvia câmeras de baixo custo estrategicamente, pois o grande objetivo era facilitar a venda dos filmes.

A Kodak não achava que a nova tecnologia de câmeras digitais iria canibalizar seu negócio de filmes. A Sony e a Canon enxergaram essa brecha e seguiram em frente com as câmeras digitais. Em 1981, a Sony lançou uma câmera digital que dispensava o uso de filmes. Tal fato deu fim ao domínio da Kodak.

O pensamento sobre a Miopia, é bastante convincente. Ele trata de situações concretas que se desdobraram no decorrer da história das organizações. De fato não são somente esses fatores que podem levar uma empresa a falência ou ao insucesso, porém, é sempre bom ficar atento para que isso não ocorra na sua empresa!